Confira as nossas resenhas: O Quinze

O sertão de Queiroz

 

 I Por Ligia Borges

I 21 de junho de 2018

 

Antes de partirmos para uma análise, propriamente, de O Quinze, de Rachel de Queiroz, existem algumas curiosidades que eu gostaria de ressaltar. Vocês sabiam que esse livro foi escrito pela autora quando ela tinha 20 aninhos. Sim, “ com vinte anos de idade apenas, uma quase desconhecida escritora provinciana projetava-se na vida literária do país agitando a bandeira do romance de fundo social, profundamente realista na sua dramática exposição da luta secular de um povo contra a miséria e a seca”, dizia a crítica da época, ali pelos idos de 1930, quando o romance foi lançado.

E nessa hora é inevitável a gente fazer a comparação: o que eu estava fazendo aos vinte anos mesmo? Vá lá que nessa época eu já gostava de ler e escrever, mas certamente nem passava pela minha cabeça lançar um romance literário. E não estamos falando, certamente, de qualquer romance, mas de um texto com qualidade técnica e de um relato bastante humano e realista de um grave problema social.

Uma outra curiosidade que eu deixo aqui é o meu fascínio pelo sertão, pelo regionalismo e pelo romance de fundo social. “ Por ser de lá do sertão, do cerrado, lá do interior do mato, da caatinga do roçado…”, tomei a liberdade, a licença poética (adoro essa expressão), de catar esse trechinho de o ’ Lamento do Sertanejo’ – uma composição que não sei bem ao certo se é de Dominguinhos ou de Gilberto Gil ou dos dois juntos – só para ilustrar aqui a minha ligação com o sertão. Continue reading “Confira as nossas resenhas: O Quinze”